Palavras

Inocente e Insensível

21/03/2017
Por alguns momentos achei que tinha acabado com o problema. “Pronto, debatemos, acabou”. Inocente, eu. Achei que poderia parar de me preocupar. Inocente, eu. Não parei para pensar nos “e se” de outras pessoas.
Talvez eu seja insensível.
Talvez eu esqueci da quantidade de emoções que não possuo mais.
Eu ainda lembro quando afirmei que era uma rainha do gelo. Volto a pensar nisso.
Será que eu sou mesmo aquilo?
Será mesmo que só penso em minhas emoções?
As dúvidas passam em minha cabeça. A preguiça e o medo de enfrentar a verdade me dominam atualmente.

Continue Lendo