4AM

PALAVRAS
Paralisados
lifestyle
Conheça o Blorange Hair: a nova
tendência capilar de 2017
PALAVRAS
Inocente e Insensível
Arrow
Arrow
Slider
Palavras

Uma Carta de uma Noite não dormida

16/04/2017
Escrito por

Escrevi o título primeiro que o texto: não era minha intenção. Mas as vezes as ideias vem antes que as palavras em minha cabeça. Também não sei porque esse texto não tem um título correto como qualquer outro, pois a maioria são escritos durantes noites não dormidas. Quando isso acontece, normalmente me tranco no banheiro e fico escrevendo. As vezes, me canso da cama e de suas obrigações: os pensamentos, as preocupações, o sono que ainda não encontrei.


O barulho de água é minha trilha sonora ao perceber que perdi um item muito importante, um presente. Ele era importante pra mim.
Acabei acordando todos com meus barulhos: os barulhos da procura do item importante no meio das 5 da madrugada e os barulhos da porta do banheiro. Sempre faço a mesma coisa: exagero na água antes de dormir.
Ainda tenho esperança de encontrar o tal item. Não queria partir sem ele. As coisas vão ficar difíceis e queria ter algo de alguém querido para me agarrar. Na verdade, queria muitas coisas.
As lágrimas nesse período da noite correm facilmente. Talvez seja a escuridão ou a exaustão.
Mas o sono ainda não me encontrou. Ele anda perdido por aí andando em casas de pessoas calmas, serenas e totalmente plenas.
Acordarei cedo amanhã. Se não fosse por esse detalhe, não estaria me importando. Mas sempre chega em algum momento que desisto de chamar o Sr. Sono, e talvez eu escrever essa carta seja uma forma de dizer que desisti.
Eu desisto fácil. Não me conheço muito bem, mas acredito que esse seja meu maior defeito. Sou medrosa e me deixo levar pelos meus medos, sem querer sair de uma pequena caixa que criei pra mim mesma.
Sempre comento sobre o quanto eu quero colocar alguma pessoa (normalmente inocente ou boa de mais para esse mundo) em uma caixinha. Acredito, portanto, que nesse caminho acabei colocando eu própria em uma.
Sou a rainha de ignorar meus problemas, e talvez a desistência das coisas facilmente seja nada mais que mais uma forma de ignorar o que não sou boa.
Meus olhos começam a fechar devagar, mas sei o quanto o meu senhor gosta de brincar comigo. Diz que tudo vai ficar bem e quando eu mais preciso, ele desaparece em um toque de mágica.

  • Laura Andrade

    Já disse que adoro os seus textos? Adoro os seus textos!!!!!!!!! Sempre e identifico com eles, sério! <3

    somehowme.blogspot.com.br

  • Ray Menezes

    É impressão minha ou sempre rola uma identificação quando leio teus textos? *HAHAHAHA* Adoro tua escrita! <3

    Um beijo!
    Heeey, Maria! | Fanpage

  • Fique Rosa

    Eu adoro o jeito que você escreve. Sempre passa sua verdade em cada palavra. Já passei muitas noites em claro, assim como você. É nesse momento que minha cabeça começa a trabalhar a mil por hora e eu começo a pensar nas coisa que preciso fazer, nas coisas que devia ter feito de um jeito diferente e por aí vai..
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

  • Entendo bem quando nossos pensamentos começam a borbulhar de madrugada, haha! Enfim, só sei que o texto me definiu em várias partes no momento. “Sou a rainha de ignorar meus problemas, e talvez a desistência das coisas facilmente seja nada mais que mais uma forma de ignorar o que não sou boa.” a gente tem que começar listar as coisas em que somos boa, porque não faz bem ficar visando só os erros né?
    Beijos!
    http://www.likeparadise.com.br

  • PaulaLopes

    Me identifiquei muito com o título! Realmente durante as noites não dormidas é que a mente trabalha que é uma beleza. Ótimo texto também. Tenha um dia abençoado, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    http://paisagemdejanela.blogspot.com.br

Diversão